(43) 3336-8556

Materiais Educativos

ARTIGOS E E-BOOKS PARA DAR MAIS EFICIÊNCIA AO SEU LABORATÓRIO
12 mar 2018

Como avaliar a equipe de um laboratório de análises clínicas?

//
Comentários0

O sucesso de um laboratório está fortemente ligado à forma como ele é gerido, e não estamos falando apenas da gestão dos serviços. A gestão de pessoas é igualmente importante e visa à administração de comportamentos internos da empresa, a fim de potencializar o capital humano. Assim, contribui para o crescimento da empresa e do próprio profissional.

Esse processo envolve capacitação, treinamento e avaliação. Avaliar a equipe de um laboratório de análises clínicas é essencial para criar um ambiente de desenvolvimento dentro da empresa e estimular a melhora de desempenho.

Chamar o funcionário de tempos em tempos e dar “dicas” não é considerada uma avaliação formal. A seguir, trazemos alguns tipos de avaliações mais utilizadas.

Avaliação 360º

A avaliação 360º é uma metodologia de gestão de desempenho na qual o funcionário recebe feedbacks de diferentes fontes que o cercam, simultaneamente. Em um laboratório, o funcionário poderia ser avaliado por seus pares de trabalho, chefia direta, parceiros (hospitais e clínicas) e clientes. É também considerada a autoavaliação.

Ao fim, o funcionário recebe uma avaliação completa de fontes distintas, que é utilizada para identificar oportunidades de melhoria e crescimento. As vantagens desse método são:

  • diferentemente de um modelo estático, a avaliação 360º leva em conta as múltiplas facetas de um profissional em seu ambiente de trabalho;
  • é formado um perfil do funcionário a partir da visão do grupo;
  • a avaliação final tem um caráter de imparcialidade, já que a opinião não vem de apenas uma pessoa, entre outras.

Balanced scorecard (BSC)

O balanced scorecard (BSC) é uma ferramenta dinâmica de medição e gestão de desempenho. Ela auxilia empresas a transformarem suas estratégias em ações do dia a dia e gerenciarem o desempenho dessas ações.

Ela busca ampliar a perspectiva da avaliação de desempenho, por meio da definição de quatro perspectivas. A partir delas, são traçadas estratégias para seu alcance, que envolve toda a equipe.

Financeiro

A forma como a empresa deve aparecer para os investidores. Exemplo de estratégia: aumentar a parceria com pequenos laboratórios para se tornar um laboratório central.

Clientes

A forma como a empresa deve ser vista pelo cliente. Exemplo de estratégia: aumentar o número de convênios atendidos.

Processos internos

Em quais processos internos a empresa deve se sobressair. Exemplo de estratégia: aumentar o número de exames por biologia molecular.

Aprendizado e crescimento

Como a empresa pode sustentar a habilidade de mudar e progredir. Exemplo de estratégia: buscar os melhores softwares de gestão de laboratório.

Feedback direto

A conversa “cara a cara” com o funcionário também pode ser uma forma de avaliação da equipe. Deve ser uma conversa estruturada, que leve em consideração aspectos positivos e negativos do funcionário, destacando as oportunidades de crescimento. Algumas dicas na hora de dar feedbacks diretos:

  • inicie a conversa deixando clara sua intenção, utilizando frases como: “Gostaria de lhe trazer um feedback a respeito do seu desempenho no último mês”;
  • seja direto e honesto, falando de forma educada os pontos nos quais acredita que o funcionário deve melhorar ou reforçar;
  • ao fim da conversa, certifique-se de que o funcionário compreendeu os aspectos a serem trabalhados.

Avaliar a equipe de um laboratório de análises clínicas traz benefícios para a empresa, para o grupo de trabalho e para o próprio funcionário. Certifique-se que as avaliações sejam feitas com periodicidade, para que as informações não se percam pelo caminho.

O que você achou dessas metodologias de avaliação da equipe de um laboratório? Boas? Então compartilhe esse texto no Linkedin para que mais pessoas tenham acesso a essas dicas de gestão de pessoas!

Deixe seu comentário

Vendas