(43) 3336-8556

Gestão de fornecedores: a importância de relacionamentos em longo prazo

17 jun 2016

Gestão de fornecedores: a importância de relacionamentos em longo prazo

A necessidade de melhorar problemas de qualidade e de lead-time tem impulsionado empresas a buscarem a excelência profissional por meio do desenvolvimento de programas de fornecedores. Reduzir custos, aumentar a flexibilidade e fomentar parcerias de longo prazo são práticas que fortalecem um bom processo de desenvolvimento de fornecedores.

Na aquisição de suprimentos e serviços de um laboratório, os procedimentos de seleção devem levar como base a avaliação de seus fornecedores, que, em caso de não conformidade, pode afetar diretamente a qualidade dos serviços prestados.

Vendor Management ou “Gestão de Fornecedores” é uma área que vem sendo desenvolvida por laboratórios para atingir a excelência operacional e para reduzir riscos de fornecimento de produtos e serviços, que comprometem diretamente o ciclo de vida do negócio.

Para relacionamentos em longo prazo, a gestão de fornecedores se torna uma grande aliada. Assim, levantamos algumas práticas importantes que são fortalecidas na gestão com fornecedores em longo prazo. Confira!

Cumprimento dos prazos

Um laboratório que almeja alcançar um nível de excelência superior a de seus concorrentes precisa que seus fornecedores mais importantes estejam engajados com sua própria estratégia organizacional.

A falta de sincronismo pode acarretar sérios problemas no custo, na qualidade e na entrega. Laboratórios que administram seus fornecedores e praticam uma gestão eficiente conseguem obter suprimentos com melhor valor (não necessariamente o menor, mas dentro das práticas do mercado), dentro do prazo e exatamente como pedido pelo cliente.

Fornecimento de itens com qualidade

Durante o processo de escolha de um bom fornecedor, o preço, na maioria das vezes, é levado em consideração e laboratórios ficam restritos ao menor preço. No entanto, essa prática pode se tornar uma dor de cabeça muito rapidamente. Nem sempre os menores preços significam o melhor custo-benefício.

Relacionamentos construídos em longo prazo garantem ao contratando uma contínua avaliação da qualidade do que está sendo fornecido. Tais critérios de contratação podem ser:

  • Capacitação técnica para a escolha do melhor fornecedor;
  • Referências;
  • Preço;
  • Capacidade financeira de cumprir o contrato.

Oferta de preço competitivo

O fornecedor deve ser capaz de oferecer preços competitivos. Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Farmoquímica e de Insumos Farmacêuticos (Abiquifi), 92% dos fármacos vendidos no Brasilfazem parte dos chamados mercados competitivos, em que há mais de um fornecedor — para mais de 50% das drogas, existem, pelo menos, cinco diferentes fornecedores, o que amplia ainda mais a disputa pelo menor preço com qualidade.

Mas a escolha de um fornecedor que oferte o melhor preço deve seguir algumas premissas:

  • Tecnologia para fabricar o produto na qualidade exigida;
  • Capacidade de produzir as quantidades necessárias;
  • E que pode administrar e cumprir com eficiência os contratos (e ainda vender produtos a preços competitivos).

O gerenciamento da cadeia de suprimentos dentro de um laboratório deve levar em conta um bom processo de seleção de fornecedores, considerando preço, qualidade e serviço. A gestão efetiva desta cadeia proporciona vantagens competitivas para ambos os lados. Via de regra, a concorrência passa a existir não entre fornecedores do mesmo ramo, mas entre as cadeias de suprimentos e sua correta gestão.

Gostou do post? Seu laboratório mantém relacionamentos de longo prazo com seus fornecedores? Compartilhe conosco sua opinião!

Deixe seu comentário