(43) 3336-8556

Materiais Educativos

ARTIGOS E E-BOOKS PARA DAR MAIS EFICIÊNCIA AO SEU LABORATÓRIO
14 ago 2017

Como contratar um bioquímico para laboratórios de análises clínicas?

//
Comentários0

Um bioquímico é um profissional indispensável em um laboratório de análises clínicas, e não é exagero dizer que boa parte do sucesso do laboratório e da segurança dos pacientes depende desse profissional.

Por isso, o processo de contratação precisa ser feito da maneira certa, de modo a proteger os pacientes e o laboratório. A seguir, veja como contratar um bioquímico para um laboratório de análises clínicas.

O que faz um bioquímico?

Os bioquímicos são profissionais que realizam pesquisas para prevenir, diagnosticar e tratar doenças dos mais diferentes tipos. Em boa parte dos casos, essas pesquisas são feitas com os testes de medicamentos e princípios ativos, documentando resultados.

Em um laboratório de análises clínicas, esse profissional tem a responsabilidade de realizar testes em amostras biológicas, obter resultados e interpretá-los para identificar a ocorrência ou não de determinadas doenças e condições. Com isso, tem um papel fundamental no auxílio da diagnose do paciente em diferentes sentidos.

Quais atividades pode exercer no laboratório?

No laboratório de análises clínicas, o bioquímico pode mapear e instituir as melhores práticas de análise, partindo desde a coleta até a interpretação de resultados e conclusão sobre cada amostra. Também tem a função de garantir a estocagem correta das amostras em questão, assim como pode exercer a realização do exame de maneira geral.

Quais são as características mais importantes?

Para ser um bom bioquímico, o profissional precisa reunir um conjunto de qualidades e características que favoreçam a realização adequada do trabalho.

Duas das características mais importantes incluem a necessidade de atenção aos detalhes e a capacidade de ser metódico. O bioquímico precisa garantir que as amostras certas sejam analisadas de maneira adequada e, por isso, é fundamental o máximo de atenção e concentração em todo o processo.

Também é importante que o profissional tenha senso crítico apurado, assim como capacidade analítica para interpretar os resultados encontrados. Não menos importante, saber trabalhar em equipe conta pontos a favor para um bom fluxo de trabalho.

Quais perguntas fazer na hora da contratação?

Para acertar na contratação, algumas perguntas devem ser feitas de modo a encontrar o melhor profissional para desempenhar a função. Dentre elas, estão:

Quais são as suas qualificações na área?

Sendo uma função técnica, é indispensável que o bioquímico para laboratório de análises clínicas tenha uma formação superior de qualidade em farmácia com ênfase em análises clínicas, biomedicina ou medicina com especialização em patologia clínica. Ao fazer essa pergunta, também será possível conhecer outros cursos e especializações que o candidato possui.

Qual é a sua experiência na área?

Salvo algumas exceções, é necessário que o bioquímico tenha qualificação e também experiência para se adequar à rotina do laboratório.

Por isso, vale a pena perguntar qual é a experiência do candidato, pedindo para que ele se aprofunde um pouco sobre qual papel desempenhou nos seus últimos empregos, por exemplo.

Como se realiza uma análise de amostras biológicas?

Essa pergunta não precisa ser em tom de prova, mas ajuda a garantir que o profissional sabe o que está fazendo. Nem sempre qualificação e experiências garantem que o profissional aja da maneira correta.

Com essa pergunta, é possível saber o quão profundamente o profissional conhece o processo de análise.

Para você, qual é o papel do bioquímico?

Embora seja mais subjetiva, essa pergunta permite que você faça uma avaliação sobre como o profissional se enxerga dentro do laboratório.

O ideal é que ele reconheça a importância da sua atuação e de quanta responsabilidade está envolvida no processo.

Depois de colocar essas dicas em prática, ficará mais fácil encontrar o candidato que mais se adapta à importância que o bioquímico possui em um laboratório de análises clínicas.

Gostou deste artigo? Então compartilhe-o nas suas redes sociais para que outras pessoas tenham acesso a este conteúdo!

Deixe seu comentário