(43) 3336-8556

Imposição ou influência: que tipo de líder é você em seu laboratório

1 dez 2016

Imposição ou influência: que tipo de líder é você em seu laboratório

Quando se tem um cargo de chefia, seja por ser proprietário da empresa ou por exercer uma posição de confiança, pode-se escolher entre ser um líder ou um chefe. Você pode impôr as atividades/pontos de vista para os funcionários ou ser influente e atrair a atenção dos colaboradores por meio da empatia. Afinal, que tipo de líder você quer ser?

Os termos liderança e chefia até podem representar a mesma coisa, mas o que você escolhe ser (líder ou chefe) faz uma enorme diferença na sua gestão. Você quer que seus funcionários tenham medo de você e obedeçam por causa desse receio ou que eles se inspirem nas suas atitudes e tenham prazer em segui-lo, até mesmo querendo ser como você?

Você é um líder ou um chefe?

Assim como existem os líderes natos (aquelas pessoas que automaticamente ganham a simpatia dos demais e que transmitem uma segurança que faz com que todos queiram ser como elas), também existem os chefes natos (sua forma de representar a equipe e transmitir informações são extremamente autoritárias e, muitas vezes, causa medo).

Porém, até mesmo um líder pode se tornar duro e usar do autoritarismo, assim como um chefe pode perceber que pode chamar a simpatia dos colaboradores. Mesmo que se tenha o dom de ser um ou outro, é possível se moldar e se adaptar a um estilo, seja por vontade ou necessidade. E vamos combinar que ser líder é muito melhor para todos.

Por que forma-se um chefe?

Muitas pessoas acham que, sendo chefe, autoritário, duro, inflexível, entre outros adjetivos sinônimos, elas ganharão o respeito dos colaboradores. Porém, essa não é a realidade. Agindo dessa forma, elas afastam os funcionários, geram insatisfação por parte da equipe e, muitas vezes, isso até mesmo reflete no seu cliente.

Mesmo que, com o passar do tempo, com as dificuldades do trabalho, com as pessoas que passam pela sua vida profissional, entre outras adversidades, você tenha se tornado um chefe (e tenha consciência disso), mas ainda há tempo de se transformar em um líder e, além de ganhar o respeito da sua equipe, fazer um ambiente de trabalho leve e descontraído.

Então, que tipo de líder você quer ser?

Um líder possui um pacote de qualidades que não são difíceis de serem adquiridos. Ele precisa ser empático para ganhar a simpatia dos funcionários, conhecer a sua equipe e saber quais são as suas expectativas, manter uma comunicação efetiva com os colaboradores, saber transmitir um feedback com humildade e sem ser rude, entre outras.

Um líder não mostra como deve ser feito, criticando os resultados errados. Ele encara a situação e faz junto com o funcionário, mesmo que seja apenas para mostrar como ele quer. Caso as coisas não saiam como o planejado, é preciso saber escolher as palavras até mesmo para as críticas negativas, sem ofender e respeitando cada indivíduo.

Além disso, um líder tem consciência de que cada colaborador é diferente um do outro. Portanto, eles necessitam de tratamentos diferenciados. Algumas pessoas confundem a descontração transmitida e precisam ser observadas mais de perto. Já outras, mais responsáveis e comprometidas, podem ter mais liberdade para executarem suas tarefas.

Agora, resta a você decidir se quer ser um líder ou um chefe. O seu ambiente de trabalho merece ter um tipo de líder comprometido e que conheça a equipe ou precisa ser frio e individualista? Analise, observe, faça um plano de mudança e aplique tudo o que foi decidido. A sua escolha pode refletir diretamente no desempenho da sua empresa frente aos concorrentes.

E aí? Como são os gestores do seu laboratório? Eles são mais chefes ou mais líderes? Conta pra gente nos comentários.

Deixe seu comentário