(43) 3336-8556

Materiais Educativos

ARTIGOS E E-BOOKS PARA DAR MAIS EFICIÊNCIA AO SEU LABORATÓRIO
15 fev 2019

Entenda o que é acreditação e seus níveis no laboratório

//
Comentários0

Embora a acreditação não seja obrigatória para os laboratórios brasileiros, ela é extremamente importante como forma de diferenciar o seu negócio e certificar seus pacientes de que eles estão recebendo o melhor serviço possível.

Apesar disso, nem todos os proprietários entendem como as acreditações funcionam — ou mesmo não conhecem suas especificações e vantagens. É o seu caso? Continue a leitura para conferir tudo sobre elas!

O que é a acreditação laboratorial e quais suas vantagens?

A acreditação é um processo voluntário no qual o laboratório convoca uma auditoria externa que o avaliará diante de diversos pontos e critérios. Caso o laboratório atenda a esses pré-requisitos, ele recebe uma certificação da sua qualidade.

No nosso país, as acreditações dos laboratórios de análises clínicas são concedidas conforme os requisitos da norma ABNT NBR NM ISSO 15189. Essa norma pode ser aplicada a todos os laboratórios que procedem com exames de materiais: imunológicos, biológicos, microbiológicos, hematológicos, biofísicos, patológicos, citológicos, entre outros que sejam originários do corpo humano.

Vantagens

Como dissemos, a acreditação não é obrigatória, mas é uma maneira muito interessante de atestar a qualidade da sua empresa. Ou seja, os seus pacientes terão a certeza de que serão atendidos com altíssima qualidade e de que os seus exames estão sendo processados seguindo os mais rígidos critérios.

É bom lembrar que a maioria das decisões médicas são feitas baseadas justamente nos exames coletados. Por esse motivo, um laboratório de confiança é especialmente buscado pelos pacientes e recomendado pelos profissionais de saúde.

Tipos e níveis de acreditação: quais os mais usados?

Baseando-se em fatores como experiência, conhecimento técnico dos auditores e credibilidade, o laboratório poderá escolher o órgão que fará a certificação. Independentemente disso, toda a coordenação das acreditações é feita pelo Inmetro, com órgãos certificadores autorizados a realizar esse tipo de serviço.

Aqui no Brasil, temos basicamente dois programas de destaque:

Departamento de Inspeção e Controle da Qualidade (DICQ)

Esse sistema de acreditação é promovido pela Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (SBAC) e busca comprovar que o laboratório clínico em questão conta com um sistema de gestão de qualidade e focado na segurança do paciente.

A acreditação existe desde 1997 e está baseada nos padrões internacionais e nacionais de qualidade. A cada 3 anos, o laboratório é inspecionado e os auditores analisam vários pontos, que vão do primeiro atendimento ao paciente até a coleta do material e a emissão dos laudos.

Dentro do DICQ, ainda existem dois sistemas com manuais próprios e diferentes formas de avaliação, que são: DICQ SBAC e DICQ ONA.

Na acreditação ONA, os laboratórios são divididos em:

  • nível 1: acreditado no princípio de segurança;
  • nível 2: acreditado pleno no princípio de gestão;
  • nível 3: acreditado com excelência no princípio de excelência em gestão.

Para cada um desses níveis, o laboratório precisa atender determinados requisitos, como:

  • mapeamento e padronização dos processos;
  • identificação dos riscos e dos mecanismos de controle;
  • protocolos clínicos;
  • programa de educação continuada;
  • programas de condução de projetos e melhorias de processos, entre outros.

O tempo de validade também varia de acordo com o nível. Para os níveis 1 e 2, a validade é de dois anos, com visitas de manutenção dentro desse período. Já no nível 3, a validade é de três anos e as visitas são anuais.

Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos (PALC)

É feito pela Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Médica Laboratorial (SBC/ML) e existe desde 1998. Aqui, a diferença é que as auditorias são realizadas por pares — ou seja, profissionais que trabalham em laboratórios já acreditados e formados em cursos de auditoria trocam experiências com o auditado.

O ciclo total tem duração de 3 anos: a primeira auditoria acontece no primeiro ano de acreditação, há uma auditoria de manutenção no segundo ano e, por fim, uma auditoria interna assistida no fim do terceiro ano.

O principal objetivo é proporcionar melhoria contínua na qualidade dos serviços prestados por meio da educação continuada e do atendimento de várias normas de segurança.

Independentemente do programa escolhido, é sempre importante buscar níveis ótimos de gestão e investir na qualificação dos seus colaboradores.

Gostou de saber mais sobre a acreditação? Aproveite e baixe o nosso e-book com várias dicas para reduzir os custos do seu laboratório!

Deixe seu comentário

Vendas