(43) 3336-8556

Materiais Educativos

ARTIGOS E E-BOOKS PARA DAR MAIS EFICIÊNCIA AO SEU LABORATÓRIO
8 mar 2019

Quer saber como aplicar a avaliação de qualidade no laboratório?

//
Comentários0

A avaliação de qualidade é um fator-chave para tomar decisões no seu negócio, pois ela é capaz de demonstrar o quanto o cliente está satisfeito, validando a atuação da empresa. Quando falamos em laboratório de análises clínicas, é imprescindível pensar no bem-estar do paciente, bem como na melhoria dos processos, no clima organizacional e na gestão.

Para que você saiba equilibrar esses pontos no seu laboratório, neste post, vamos falar um pouco mais sobre como aplicar essa avaliação, além de dar dicas de qual caminho seguir para alcançar o sucesso nesse propósito. Que tal acompanhar? Venha conosco!

Ações para implementar a avaliação de qualidade

A avaliação de qualidade trata-se da apuração do indicador que mede o quanto os serviços prestados alcançam a satisfação do público-alvo. Ela pode ser composta por diversos critérios, visando a definir as práticas excelentes, a cortar excessos e a promover processos enxutos e produtivos. Para melhorar continuamente, siga os seguintes passos!

Segmente a pesquisa

Cada área de atuação envolve ações diferentes, certo? Ainda que a gestão tenha uma visão sistêmica de todos os procedimentos do laboratório, na hora de determinar o que é qualidade, é mais do que necessário nichar os setores.

Quando você segmenta, os objetivos são diferentes e contemplam pessoas diferentes no processo. Sendo assim, se o assunto é recepção, você pode avaliar o atendimento ao paciente, bem como as atividades de preenchimento de formulário etc.

Se você deseja avaliar a qualidade das coletas, sua pesquisa se destina aos postos e aos profissionais envolvidos. É preciso elaborar critérios diferentes para cada área. Assim, você destaca o que é prioridade em cada caso e consegue acompanhar o desempenho.

Mapeie os processos

Como funciona o fluxo de trabalho no laboratório? Determine os procedimentos padrão e desenhe o desencadear das funções. A ideia é que todos os processos sejam mapeados — podendo ser representados de forma dinâmica para a equipe — garantindo que estão sendo executados na ordem e do jeito que a gestão espera.

Se o caminho das ações está bem traçado, a dinâmica de atividades muda, pois cada um sabe de sua responsabilidade, quando entrar em ação e quais setores e profissionais são responsáveis pelas etapas seguintes e anteriores. Conte com a tecnologia nesse mapeamento!

Na hora de avaliar a qualidade, fica mais simples: você acompanha o fluxo sugerido (que visa à agilidade e à excelência) com o que realmente aconteceu. Nesse momento, você consegue ressaltar as falhas, vendo o que não foi como o esperado ou qual passo não rendeu o resultado desejado. A partir daí, é só aperfeiçoar.

Adote uma política

O foco da qualidade está no aprimoramento constante. Sendo assim, você pode e deve desfrutar de metodologias já conhecidas no mercado, de preferência específicas para a sua atuação ou que são consagradas e aplicadas por outras empresas bem-sucedidas no setor. O foco deve estar em duas etapas:

  • identificar falhas;
  • planejar ações de melhoria.

Uma dica de ouro é, ao fazer seu planejamento estratégico, levantar quais práticas a concorrência adota, além de aplicar o benchmarking, destacando quais são as políticas dos cases de sucesso da área.

Você pode, ainda, contar com uma avaliação de qualidade externa, a fim de obter uma certificação ou acreditação — de validação nacional ou internacional — de uma entidade reconhecida, como é o caso da PALC, DICQ e ISO, etc. É importante se inteirar sobre os pré-requisitos e estar disposto a adequar o laboratório ao padrão exigido pelo teste.

Que tal demonstrar a sua autoridade na área? Compartilhe este post nas suas redes sociais e faça mais gente ter acesso a essas informações valiosas!

Deixe seu comentário

Vendas