(43) 3336-8556

Materiais Educativos

ARTIGOS E E-BOOKS PARA DAR MAIS EFICIÊNCIA AO SEU LABORATÓRIO
7 maio 2018

Exames da rotina da mulher: como laboratórios podem melhorar?

//
Comentários0

Os exames da rotina da mulher são procedimentos que podem manter o laboratório sempre em alta. Sendo assim, pensar constantemente em aprimorar as condições desse atendimento e a prestação do serviço se faz urgente. Mas como minimizar o desconforto do público feminino na realização dos exames sem descuidar da qualidade? É sobre isso que falaremos hoje. Quer saber mais? Confira este post até o final!

Quais são os principais exames de check-up feminino?

Os exames realizados por mulheres são famosos por trazerem muito desconforto e mal-estar. Contudo, todos esses procedimentos são necessários. Veja os exames mais requeridos do check-up feminino:

  • mamografia;
  • papanicolau;
  • tireóide;
  • glicemia;
  • triglicerídeos;
  • colesterol;
  • autoexame da pele;
  • eletrocardiograma;
  • ecodopplercardiograma;
  • densitometria óssea;
  • ergométrico.

Cada um deles atende a uma determinada faixa etária. A mamografia, por exemplo, deve começar a ser feita a partir dos 35 anos, em formato de prevenção. Já o papanicolau é recomendado a partir dos 18, enquanto os outros exames citados têm abrangência maior.

Os procedimentos servem tanto para prevenção quanto para inspeção, por isso são realizados dentro do período determinado pelo médico. Uma coisa é certa: eles são recorrentes. Diante disso, o laboratório deve pensar em como usar a oportunidade a favor do crescimento do negócio.

O que os exames da rotina da mulher representam para o laboratório?

Aqui o olhar da gestão deve ser aguçado: os exames de rotina da mulher representam uma oportunidade de negócio. Contar com a periodicidade de alguns eventos é importante para manter o laboratório sempre em alta.

Assim, como no inverno ou quando há período de vacinação, o movimento tende a crescer. Ter uma cartela de pacientes/clientes mulheres garante que de tanto em tanto tempo, o laboratório tenha operação devido a essa demanda.

Diante desse cenário, como o laboratório pode otimizar a situação de atendimento das mulheres, aumentando a assiduidade feminina? Preparamos algumas dicas fundamentais para melhorar os serviços. Veja a seguir!

Humanização do atendimento

Se os exames são desconfortáveis, nada melhor do que ser tratada por colaboradores que entendem isso. Muitas mulheres se sentem tímidas na hora de realizar esses procedimentos, por isso o atendimento humanizado se torna muito importante.

Lidar com pacientes em momentos de fragilidade exige que a equipe seja sensível, entendendo o que está se passando e se comportando em prol da melhoria dessa condição. A equipe precisa demonstrar empatia, trabalhando para minimizar desconfortos.

Melhoria dos equipamentos e métodos

Alguns equipamentos e métodos podem aliviar o desconforto que as mulheres sentem ao realizar os procedimentos. A mamografia digital é um exemplo disso. Com esse equipamento, compressões adicionais nas mamas são dispensáveis, logo, a dor do exame é minimizada.

Estar a par de orientações pré-exames também ajuda muito. Pode-se deixar as mulheres que passam pelo procedimento a par de alguns métodos que auxiliam na diminuição do desconforto, a fim de informar para que elas discutam com seus respectivos médicos.

Ainda falando sobre a mamografia, uma alimentação rica em ácidos gamalinoleico e linoleico diminui o efeito dos hormônios na mama. A ingestão de analgésicos e antiinflamatórios também pode colaborar. Portanto, mantenha a sua equipe orientada!

Quadro de colaboradoras

É fato: mulheres tendem a se sentir mais à vontade com outras mulheres, tanto pelo fato da paciente saber que a colaboradora entende o que ela está passando, quanto pelo próprio procedimento, que expõe a mulher em diversos níveis.

Nesse contexto, é interessante designar mulheres para as funções que tratam de exames da rotina da mulher. Além disso, a paciente pode se sentir mais engajada em frequentar o laboratório ao saber que as mulheres são importantes ali, ocupando muitas posições.

Questões como essa fazem parte do dia a dia da gestão de um laboratório, que tem que equilibrar até onde está lidando com o negócio e até onde está considerando as pessoas que são atendidas, fazendo menção ao compromisso com a qualidade nos serviços e desenvolvimento do negócio, sem descuidar de nenhuma área.

Seu laboratório se preocupa em atender bem as mulheres? Compartilhe este artigo em suas redes sociais e reafirme como este assunto é importante!

Deixe seu comentário

Vendas