(43) 3336-8556

Materiais Educativos

ARTIGOS E E-BOOKS PARA DAR MAIS EFICIÊNCIA AO SEU LABORATÓRIO
28 ago 2017

Desvendando 5 mitos do gerenciador de ambiente laboratorial

//
Comentários0

Se você é um empreendedor da área de laboratórios, seja ele de análises clínicas ou de diagnósticos por imagem, já deve estar ciente de que realizar uma gestão eficiente de todos os processos do negócio é obrigatório, certo? Entretanto, muitos gestores desse tipo de empreendimento possuem sérias dificuldades nessa questão, por não terem formação específica nessa área.

Dentro desse contexto, o gerenciador de ambiente laboratorial surgiu como uma ferramenta que tem muito a agregar no quesito gestão e padronização de processos dentro dos laboratórios. Porém, como toda novidade, muitos mitos têm sido difundidos por aí sobre esse tipo de solução empresarial.

No post de hoje, desvendamos 5 deles, para que você possa ficar por dentro das verdades sobre as funcionalidades do gerenciador de ambiente laboratorial. Vamos lá?

1. Só é útil para grandes laboratórios

Antigamente, isso até poderia ser verdade, dada a complexidade necessária para montar um sistema eficiente, que contemplasse todos os processos do laboratório de ponta a ponta. Porém, com o avanço da tecnologia, essa máxima se tornou uma balela.

Hoje em dia, os sistemas de gerenciamento estão muito menos complexos e mais padronizados e, por isso, podem ser utilizados por laboratórios de qualquer porte. Inclusive, a ferramenta é bastante recomendada para médios e pequenos empreendimentos, visto que sua utilização permite a melhora dos processos, reduzindo desperdícios e gerando economia financeira a médio e longo prazo.

2. Sua utilização é muito complexa

Nada mais falso — especialmente se você optar por um gerenciador de qualidade e que ofereça um suporte eficiente. A grande maioria dos softwares com essa função disponíveis no mercado é extremamente fácil de usar, possui uma interface simples e intuitiva e permite que você aprenda a utilizá-los muito rapidamente.

3. É muito caro ter um gerenciador de ambiente laboratorial

Esse é outro dos mitos provenientes dos gerenciadores desenvolvidos em um passado recente. Como eram muito complexos, seus custos eram realmente bastante pesados, especialmente para empreendimentos de pequeno porte.

Hoje em dia porém, com os avanços tecnológicos da área e, especialmente, com o aumento da concorrência no setor, os gerenciadores de ambiente laboratorial possuem um custo muito mais acessível do que as primeiras versões disponibilizadas no mercado.

E, como já citamos anteriormente, ao gerarem economia financeira, os custos de aquisição acabam se pagando de maneira bastante rápida.

4. É possível dar conta de todos os processos com planilhas

Isso pode até ser verdade, especialmente quando se fala de laboratórios menores. Mas você há de concordar que uma boa planilha, com dados corretos e atualizados e que possibilite a análise de dados de maneira rápida e sem complicações é extremamente difícil de ser feita, certo?

Além disso, utilizando planilhas para a gestão de processos, é impossível interligar áreas, o que dificulta sobremaneira a padronização de procedimentos e o correto preenchimento de informações. É uma situação diametralmente oposta à que ocorre quando se utiliza um gerenciador de ambiente laboratorial.

5. Não é útil para a tomada de decisões estratégicas

Ao utilizar um gerenciador, você, como gestor, terá uma visão completa de todos os processos do laboratório. É possível enxergar quais setores estão bem e quais estão indo mal.

E o mais importante: você conseguirá com mais facilidade saber o porquê de tais resultados e, assim, tomar decisões mais acertadas sobre os rumos da empresa. Com isso, pode-se dizer que o gerenciador de ambiente laboratorial é um grande aliado na gestão de seu laboratório.

Ficou interessado nesse assunto e gostaria de saber mais sobre gerenciadores de ambiente laboratorial? Entre em contato conosco! Somos especialistas nesse assunto e teremos imenso prazer em ajudar você!

Deixe seu comentário