(43) 3336-8556

Vigilância sanitária em laboratórios de análises clínicas: como se preparar

31 out 2016

Vigilância sanitária em laboratórios de análises clínicas: como se preparar

Os estabelecimentos que atuam na área da saúde devem trabalhar sobre rígidos esquemas de segurança, limpeza, responsabilidade e precisão. Com um laboratório de análises clínicas, isso não é diferente, já que esse tipo de serviço lida diariamente com amostras biológicas e deve ser capaz de realizar importantes análises diagnósticas imprescindíveis a clínicas e hospitais.

Para que estes laboratórios atuem com a maior eficácia e cuidado possíveis, a vigilância sanitária faz uma extensiva análise dos serviços e da equipe profissional destes estabelecimentos, só fornecendo licenças de trabalho para aqueles que estão devidamente dentro das normas federais e suspendendo aqueles que não seguem tais medidas.

Por isso, vamos falar hoje dos principais critérios analisados pela vigilância sanitária na fiscalização de laboratórios de análises clínicas. Confira!

Como funciona a fiscalização da vigilância sanitária?

Qualquer laboratório clínico deve possuir uma licença formal da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para funcionar dentro da lei. Para obter tal licença, todo o espaço físico do laboratório, assim como os processos e o pessoal do estabelecimento devem estar dentro das normas de biossegurança do órgão federal.

Os vários critérios que são analisados são divididos em três categorias principais:

Imprescindíveis

Critérios de maior valor que asseguram que o laboratório funcione com segurança e influenciam criticamente a qualidade dos serviços, ao nível de contaminação do meio ambiente e nos riscos de trabalho. Caso não sejam seguidos, estabelecimentos novos não recebem a licença e aqueles já previamente licenciados têm os serviços suspensos totalmente.

Necessários

Influem em menor grau em todos os serviços do laboratório, mas são também fundamentais dentro das boas práticas dos serviços laboratoriais. Estabelecimentos novos que não seguem estes critérios não recebem licença e os já licenciados recebem um prazo para se adequarem às normas, podendo ter seus serviços parcial ou totalmente suspensos.

Recomendáveis

São critérios de menor importância para determinação da qualidade do laboratório. Quando não seguidos, a vigilância sanitária dá prazos aos estabelecimentos para mudarem seus serviços.

Quais os critérios mais importantes para laboratórios de análises clínicas?

Os critérios imprescindíveis e necessários são os mais importantes na avaliação da Anvisa e devem ser seguidos fielmente. Dentre estes, destacamos alguns que devem estar no foco da administração dos laboratórios:

  • Recipientes com materiais biológicos devem ser cuidadosamente identificados;
  • Os materiais de coleta devem ser descartáveis;
  • A antissepsia das coletas e análises deve ser adequada;
  • O setor deve possuir padrões e controles das análises;
  • A vacinação da equipe de trabalho deve estar em dia;
  • Deve existir um manual de procedimentos padrão;
  • A limpeza do local deve estar adequada e o laboratório deve possuir controle de temperatura;
  • Os materiais tóxicos e inflamáveis devem estar devidamente armazenados;
  • Todos os resultados devem ser devidamente registrados dentro dos prazos estipulados.

Quais as normas recomendáveis?

Abaixo, listamos alguns dos critérios recomendáveis, que influem positivamente na análise da vigilância sanitária, apesar de possuírem menor importância:

  • O laboratório deve ter programas de manutenção preventiva e calibrações;
  • Todos os instrumentos devem possuir instruções de uso de fácil acesso e leitura;
  • Os funcionários devem estar devidamente separados de acordo com seu nível de acesso de segurança.

Qual a importância da fiscalização?

A fiscalização da vigilância sanitária assegura que todos os laboratórios de análises clínicas do país estejam operando de acordo com os padrões de segurança e responsabilidade mais atuais. Isso faz com que a qualidade dos serviços de saúde em geral aumente e leve maior confiança para a população que faz uso deles.

Gostou de saber como se preparar para a fiscalização da vigilância sanitária? Deixe sua dúvida ou seu comentário aqui que tentaremos te ajudar! Até a próxima!

Deixe seu comentário