(43) 3336-8556

Materiais Educativos

ARTIGOS E E-BOOKS PARA DAR MAIS EFICIÊNCIA AO SEU LABORATÓRIO
21 set 2018

Assinatura eletrônica para laboratórios: como certificar laudos?

//
Comentários0

Os laudos são o principal produto de um laboratório e de extrema importância para realizar um diagnóstico de qualidade. Por isso, uma boa clínica é aquela que os emite com qualidade, prezando pela ética, sigilo e rapidez que os pacientes esperam quando são submetidos a exames.

Para facilitar e agilizar esse processo, é possível manusear o documento de maneira digital, otimizando o tempo gasto. Porém, para garantir a segurança, evitando fraudes e falsificações, uma assinatura eletrônica é requerida.

Quer saber por que a assinatura eletrônica é uma ótima aliada nessa tarefa? Confira a seguir!

Qual é a diferença entre assinatura digital e assinatura digitalizada?

Um dos tipos atuais e mais utilizados de assinatura eletrônica é a digital. Ela, no entanto, não deve ser confundida com a digitalizada. Para entender melhor quais são as divergências, precisamos explicar o que é cada uma.

A assinatura digital utiliza-se de operações matemáticas e algoritmos para garantir a segurança e autenticidade dos documentos. Ela representa o nível máximo de proteção que pode ser adquirido com uma assinatura.

Já a assinatura digitalizada nada mais é que uma assinatura comum, feita no papel, que passou por um processo de escaneamento. Assim, tornou-se um documento virtual, sem segurança apropriada.

Qual é a importância de investir em assinatura eletrônica?

Existem algumas questões que fazem da assinatura eletrônica algo de extrema importância para o laboratório. Além dos aspectos legais, a otimização dos processos da clínica também é um ponto fundamental para a aquisição de novos clientes. Confira, a seguir, o que torna o investimento vantajoso e crucial!

Cumprir a legislação

De acordo com as recomendações do órgão de referência, a Anvisa, os laudos emitidos pelo laboratório devem conter assinatura digital. Não cumprir com a ordem pode resultar em sanções jurídicas ou falta de validade dos documentos emitidos.

Reduzir os custos

O custo com papéis e impressões para armazenar os laudos é altíssimo, além de precisar de muito espaço para arquivá-los. No entanto, com a versão eletrônica, os documentos podem ser guardados apenas digitalmente, reduzindo as despesas referentes a esse processo.

Aumentar a segurança

Com a assinatura digital, a segurança das informações da clínica e dos pacientes é preservada porque uma chave criptografada é requerida para obter acesso a todos os documentos.

Assim, acessos indevidos e fraude ou falsificação de exames são praticamente extintos. Os processos eletrônicos também permitem rastrear as informações, reduzindo os riscos do extravio tanto de documentos quanto de registros.

Como obter uma assinatura eletrônica?

Para utilizar a assinatura eletrônica, é preciso ter uma certificação que pode ser obtida tanto pelo uso de um token (um dispositivo parecido com um pen drive) ou de um cartão. Diversos órgãos e instituições renomadas emitem essa certificação, confira alguns a seguir:

  • Caixa Econômica Federal;
  • Serasa Experian;
  • Receita Federal;
  • Casa da Moeda do Brasil.

A assinatura eletrônica garante que o laboratório possa tornar digital o processo de laudos, aumentando a segurança, protegendo a privacidade dos pacientes e evitando fraudes. Além disso, ela é essencial para otimizar a rotina da empresa, agilizando os processos e descartando atividades manuais obsoletas e lentas.

Entendeu como a assinatura eletrônica é importante e pode revolucionar a maneira de clínicas e laboratórios lidarem com seus documentos? Quer conhecer mais ferramentas inovadoras que vão reestruturar e evoluir a rotina das clínicas? Então, leia nosso artigo e saiba a importância da tecnologia para otimizar a rotina do laboratório!

Deixe seu comentário

Vendas