(43) 3336-8556

5 dicas para uma gestão financeira eficaz no laboratório

17 abr 2015

5 dicas para uma gestão financeira eficaz no laboratório

Gerir uma empresa é uma tarefa complexa, pois são muitos aspectos pelos quais o gestor terá de zelar. Exige conhecimento (técnico, de mercado), amplo controle de todas as atividades, interesse em aprender e capacidade de lidar com dificuldades.

Mas antes, é preciso dar uma definição ao termo gestão financeira: é o conjunto de ações e procedimentos administrativos compreendendo o planejamento, registro, análise e controle das movimentações financeiras da empresa, visando maximizar seus resultados financeiros. Com isso, aumenta a geração de lucros e o patrimônio da organização.

Para tanto, trouxemos algumas dicas para ajudar você a chegar em uma gestão financeira eficaz para no seu laboratório.

5 dicas para uma gestão financeira eficaz no laboratório

1 – Faça uma análise estratégica das atividades financeiras

É necessário ser detalhista e destrinchar cada atividade que possa gerar custo para a empresa. É trabalhoso, mas é essencial para que o processo dê certo. A análise vai desde a folha de pagamento de funcionários, passando por contas de água, luz, gás, telefone, etc. Há o custo com a manutenção dos aparelhos e do ambiente também. Tudo isso é parte do planejamento, que éessencial para qualquer tipo de negócio.

Alguns aspectos a serem notados são:

  • Classificar de despesas (custos variáveis e fixos);
  • Montar um fluxo de pagamentos e recebimento baseado no acompanhamento das contas a pagar e a serem recebidas;
  • Controlar os movimentos bancários e do caixa;
  • Definir os valores de retiradas por parte dos sócios (quando houver mais de um);
  • Organizar registros, documentos e verificar se estão sendo controlados corretamente;
  • Trabalhar com previsões de renda e fluxos de caixa;
  • Conhecer a rentabilidade e lucratividade da empresa para acompanhar a evolução dos lucros e do patrimônio.

2 – Pesquise o mercado de fornecedores

Ter um fornecedor de confiança é algo excelente. Entretanto, é preciso variar, pois os preços oferecidos podem não ser os melhores. Pesquisar novos fornecedores pode ajudar a cortar os custos sem necessariamente haver uma troca, pois há sempre a possibilidade de redução de preços com as empresas que já negociam com a sua.

3 – Preste atenção na Gestão de Qualidade e de Pessoal

Após a análise estratégica, é preciso que haja ação. Ou seja, monitorar o que foi analisado e, partir disso, melhorar os pontos fracos e reforçar os fortes. A excelência de uma empresa é diretamente proporcional ao seu comprometimento com a causa. Aqui entram também os recursos humanos. Investir em seu pessoal e no ambiente de trabalho pode ser um diferencial para toda a organização, inclusive no desempenho financeiro.

4 – Busque melhoria contínua

Na gestão da qualidade, os aspectos financeiros estão intrínsecos. Portanto, é necessário focar na melhoria contínua do sistema. Assim, a empresa continuará a gerar lucros que só tendem a aumentar. Observar os indicadores estabelecidos nos planos estratégicos e enxergar sua capacidade de melhoria é vital para que o sistema melhore constantemente – logo, também a saúde do seu laboratório.

5 – Procure ajuda especializada

Para facilitar a Gestão Financeira de laboratórios existem softwares específicos, que geram relatórios cada vez mais completos e elaborados. Estes programas são de muita serventia para otimizar as finanças!

E então, o que achou de nossas dicas? Tem alguma outra que queira dividir conosco? Deixe o seu comentário.